Today’s Idea: Sorrento, a cidade que inspirou Nietzsche

Quando estive em Sorrento, na Itália, não tinha a menor ideia de que poetas como George Byron, Leon Tolstoi, Charles Dicken, entre outros, tinham se inspirado na região para escrever. E muito menos que Nietzsche havia passado ali alguns dias de descanso, escrevendo posteriormente (em uma carta datada de 1881) o seguinte: “Como posso ter suportado viver até agora?“.

Pois é. Na região, Nietzsche desenrolou a parábola do espírito livre, escreveu Humano, Demasiado Humano (publicado em 1886) e cujas experiências seriam abordadas em Assim Falou Zaratustra (1883-85), e Além do Bem e do Mal (1886). Por isso, é delicioso pensar que, uma das cidades que mais amei conhecer, foi inspiração para tantos dos meus poetas e escritores favoritos.

Para quem não sabe, Sorrento é uma cidadezinha localizada na região da Campania, província de Nápoles e perto de Pompeia, grudada na Costa Amalfitana e a meia hora de barco da ilha de Capri. É lindo de morrer. Como diz a canção: “Vide’o mare quant’é bello, spira tantu sentimento“. Olhem só que maravilha: