Mindfulness funcional: já ouviu falar?

A última vez que me consultei com a minha terapeuta (o que já faz alguns meses, aliás) ela me falou de uma técnica recente aqui no Brasil: o mindfulness funcional, que nada mais é do que um processo de autoconhecimento que utiliza como ferramenta o nosso estado presente, a consciência total e plena do momento em que vivemos no aqui, hoje e agora. Ideal para pessoas extremamente ansiosas, como a pessoa que vos escreve, e que ajuda muito a relaxar. Trocando em miúdos, é uma técnica para que estejamos totalmente presentes ao nosso corpo, observando nossas sensações, sentimentos e pensamentos.

Mas como funciona?

Antes de entrarmos nos pormenores da técnica, vamos relembrar as situações que causam ansiedade. Se você, por exemplo, é daquelas pessoas que continua pensando em uma situação estressante mesmo após ter passado por ela, ou fica remoendo o passado e ansioso pelo futuro, você pode e deve fazer uso desse método. Segundo a psicóloga Mônica Valentim, que trabalha com terapia comportamental baseada em mindfulness, “a técnica consiste em evocar um modo observador. É um convite para que a pessoa se coloque como espectador de seus pensamentos, emoções, sensações e memórias, sem ‘entrar no jogo da mente’ ou fazer algum juízo de valor”.

Ou seja, exercitar o cérebro para que ele mantenha uma atenção voltada totalmente ao momento atual é, sem dúvida, uma das chaves para melhorar a qualidade de vida. Conheça alguns exemplos da prática:

Foco na respiração

A ideia aqui é observar com atenção a sua respiração. Por isso, encontre um lugar onde possa ficar relaxado e sente-se ou deite-se em uma posição confortável. Durante cerca de 10 minutos, foque toda a sua atenção na respiração, apenas observando o ar entrando e saindo (sem tentar mudar ou alterar o fluxo, ok?). É apenas um momento de consciência total do seu corpo. Se ajudar, pode utilizar a contagem para se concentrar melhor, ou focar em alguma parte do seu corpo (como o abdômen, por exemplo) para não se dispersar.

Escaneamento corporal

Essa técnica convida você a prestar atenção em todas as partes do corpo, geralmente através de um instrutor, que vai guiando o foco para cada membro, ajudando a desenvolver uma maior consciência sobre as sensações.

Caminhada meditativa + movimentos em mindfulness

Se você já é adepto da caminhada, basta começar a prestar atenção no seu corpo e focar no ato de caminhar. Observar seus movimentos e sua respiração, identificando cada manobra corporal que você faz como uma extensão do comando da mente. No final, o relaxamento vai ser 10 vezes maior, pode confiar.

Benefícios comprovados

Se você ainda torce o nariz, saiba que o conceito de mindfulness não tem nada de esotérico ou místico. Sua base é totalmente desvinculada de qualquer tipo de religião ou crença, é apenas focada na ciência. Segundo estudos, os benefícios da prática vêm sendo publicados ao redor do mundo desde a década de 80. Entre elas está a melhoria física e mental, a redução dos riscos de depressão, entre outros. Há até estudos sugeridos que a prática é capaz de alterar positivamente a própria anatomia do cérebro. Não é demais?

O canal do Youtube chamado Iniciativa Mindfulness tem diversos vídeos explicando como funciona a técnica, sua origem científica, e alguns relatos de quem já praticou. Olha só que interessante:

Onde encontrar?

Brasil: Iniciativa Mindfulness
Portugal: Ser Integral