Por dentro do #SPFW: confira o cenário da 40ª edição

A semana de moda mais importante do Brasil (e que resiste bravamente a crise, diferente do Fashion Rio), finalmente voltou a ocupar a Bienal Internacional de São Paulo, no Parque Ibirapuera. O retorno foi em homenagem a Oscar Niemeyer, que projetou o local entre 1951 e 1954. Eu, particularmente, sempre achei as edições feitas na Bienal muito mais organizadas e de fácil acesso – diferente do que acontecia no Parque Villa-Lobos, onde ocorreram as últimas edições.

Mas vamos as novidades: dessa vez, um grande telão foi montado no segundo andar, projetando ao vivo tudo o que acontece nos backstages e nas salas de desfiles. Por ali também se encontra a praça de alimentação, com food trucks e os lounges das marcas patrocinadoras. Um detalhe: a Magnum vai fazer seus famosos picolés na hora (já imagino o tamanho da fila!).

E já que essa edição comemora os 20 anos do evento, três exposições foram montadas para contar um pouquinho da história do SPFW, que é a principal semana de moda da América Latina. A primeira, chamada “do princípio ao fim”, vasculha a memória do evento e apresenta, em imagens, as duas décadas de história. A segunda, “cenário dos sonhos” resgata o trabalho do cenógrafo José Marton, que assinou muitos dos cenários e lounges vistos ao longo dos anos. E a terceira, “fazendo a cabeça”, expõe 40 criações de Davi Ramos, nome conhecido por suas casquetes, chapéus e fascinators.

O FFW disponibilizou algumas fotos da montagem dessa edição, olhem só:

Ps: Logo mais trago a decoração (linda de morrer) do lounge da revista Glamour! Fiquem de olho 😉