Top 3 pastéis de nata em Lisboa

É impressionante a quantidade de pastéis de nata que você encontra por Lisboa – em qualquer padaria, confeitaria, restaurantes ou bares, é possível encontrar o doce mais famoso do país (e o meu favorito) 🙂 Ele se tornou uma espécie de “brigadeiro” dos portugueses, com a única diferença que o doce permanece igual (ou melhor, com a mesma receita) durante todos esses anos. Por isso é realmente difícil notar grandes diferenças entre um e outro – apesar de que, claro, sempre existem os locais favoritos. Assim como esses três, que listo abaixo:

O clássico | Fábrica dos Pastéis de Belém

O nome já se tornou autoexplicativo, né? A Fábrica dos Pastéis de Belém é apontada por quase 100% dos guias turísticas como o lugar tem-que-ir de Portugal. Isso porque eles são fabricados em Lisboa desde 1837 e os donos garantem que até hoje se trata da mesmíssima receita – que é um segredo guardado a sete chaves.

Na minha opinião, é realmente o melhor. Nas duas vezes que fui, o pastel veio quentinho e extremamente crocante (além do recheio ter um sabor todo especial). Mas vale prestar atenção nos outros doces e salgados. Na última vez que fui, provei um bolinho de bacalhau delicioso!

O “da vez” | Manteigaria

Desde julho de 2014, em um edifício histórico e emblemático do Chiado, funciona a Manteigaria – Fábrica de Pastéis de Nata. Diferente dos tradicionais de Belém, por ali o processo é todo a vista dos clientes, que podem consumir no balcão ou levar vários para saborear em casa.

Sua receita foi apurada e desenvolvida pelo chef Miguel Rocha Vieira, mais conhecido em Portugal pela sua participação no Masterchef, em parceria com o pasteleiro Rogério Loupas. Funciona diariamente, das 08h às 00h, e cada pastel custa 1€ 🙂

O premiado | Aloma

A pastelaria Aloma abriu as portas em 1943 no simpático bairro de Campo de Ourique. Hoje já há filiais por toda a cidade e, desde 2013, exporta para países como Paris, Londres, Bruxelas, Suíça e Madrid. Segundo o proprietário João Castanheiro, “o que distingue o nosso pastel é que se consegue comer frio sem perder as principais características”. Além disso, o produto é 100% artesanal.

Muitos afirmam que ele é o melhor da cidade pois já ganhou, nos anos de 2012, 2013 e 2015, o Concurso do Melhor Pastel de Nata no festival Peixe em Lisboa. Esse título só vem contribuindo para trazer ainda mais clientes à casa. Menções em jornais como o The New York Times também aumentaram ainda mais o fenômeno. Seu horário de funcionamento é das 08h às 19h, todos os dias, e o preço do pastel é de 1€. Já fui várias vezes e recomendo 🙂

E pra vocês, qual o melhor pastel da cidade?