Conhecendo o Eataly São Paulo

Em dezembro do ano passado, quando estive em São Paulo, aproveitei para conhecer a nova loja Eataly, primeira da América Latina. Para quem não sabe, o Eataly é o maior mercado de gastronomia e produtos artesanais italianos do mundo – um grande sucesso em países como Itália, Japão e Estados Unidos. É uma espécie de Disney da gastronomia, reunindo uma infinidade de alimentos italianos de altíssima qualidade sob o mesmo teto, onde você pode comer, comprar e até aprender (existem diversos cursos e workshops no local).

Ao total são 29 lojas Eataly pelo mundo, sendo 15 delas na Itália, nove no Japão, duas nos Estados Unidos, uma em Dubai, uma em Istambul, e agora mais uma em São Paulo (que para quem não sabe, é a cidade com o maior número de italianos fora da Itália) 🙂

O novo espaço conta com 4.500 metros quadrados, divididos em três andares – onde existem 13 pontos de alimentação em meio a um mercado com mais de sete mil produtos, muitos deles difíceis de encontrar por aí. Além disso, a adega conta com 888 rótulos italianos de vinho, 33 marcas de cervejas italianas e 127 brasileiras. É uma verdadeira perdição.

E obviamente, como tudo o que é novidade, o espaço é um dos mais disputados da capital. Cheguei por volta das 14 horas para almoçar e a fila era gigantesca.

Uma dica: vá de Uber ou táxi, já que é difícil estacionar.

Acabei indo em outro lugar para almoçar, mas depois voltei para fazer as compras do jantar de ano novo. E aí vão duas coisas que realmente valem a pena investir:

Massas artesanais: são um pouco caras (cerca de R$ 68 o quilo), mas são extremamente deliciosas e feitas na hora, bem na sua frente. Há diversos tipos e recheios (com carnes, verduras ou queijos). A chefe de massas do local dá boas indicações sobre como servir, que molho usar para valorizar o sabor, etc. Vale consultar para tirar umas dicas.

Molhos italianos: a parte dedicada aos molhos é maravilhosa, com uma imensa variedade de clássicos italianos – como pesto, tomate, alcachofra e até salsa di noci. São de altíssima qualidade e muito saborosos. Mas obviamente, como todo produto importado no Brasil, os preços são um pouco salgados.

Acabei escolhendo uma massa recheada e um molho tradicional de tomate. Comprei mais algumas coisas para o jantar especial do dia 31 e aproveitei a parte das flores, que foi realmente a minha perdição (quem me conhece sabe o quão apaixonada eu sou por qualquer tipo de flor). O resultado do jantar não poderia ser melhor ❤

Descobrindo cada andar (ganhei uma espécie de mapa que compartilho com vocês abaixo):

Bar Della Frutta: localizado em frente ao hortifrúti, oferece sucos de 500 ml nos sabores laranja, maracujá, melancia e tangerina. Cerca de R$ 8 o copo.

Lavazza Caffè: contém uma infinidade de cafés, chás, chocolate quente, entre outras bebidas. Um expresso comum custa R$ 4,50 a xícara.

Il Gelato di Venchi: gelateria tradicional italiana com sabores bem diferentes, como cajá, goiaba, mascarpone e figo. O pote pequeno custa R$ 12 e o grande R$ 18.

Nuttela Bar: no balcão da marca, os potes são personalizados com o nome de São Paulo ❤ Há também o famoso crepe de Nutella e um delicioso pão rústico.

Piazza: serve apenas aperitivos. Por R$ 38 é possível pedir uma seleção de presuntos e embutidos italianos com focaccia. As taças de vinho tinto e branco, da região do Piemonte, saem por R$ 10 e são as mais em conta do menu.

Il Crudo: comida mais light, como o prato de salmão marinado e curado com capim-limão (R$ 44) e o atum selado com raspas de limão, quinoa frita e spaghettini de pupunha na sálvia (R$ 49).

La Pasta: é neste lugar que vendem as massas artesanais, feitas na hora.

Pizzaria: as pizzas, tradicionais italianas são feitas por três pizzaiolos napolitanos. Custam cerca de R$ 25 (porção individual).

Caffè Vergnano: outra cafeteria que oferece diversas opções de bebidas, como o tradicional cappuccino, o latte macchiato, ou as versões geladas.

Il Pesce: oferece pratos como peixe branco, anchova, polvo e bacalhau. Vale provar o antepasto com polvo, lula e camarão (R$ 38).

La Carne: espaço que conta com antepastos, pratos principais e acompanhamentos. O brasato (R$ 42) traz à mesa carne de gado hereford cozida ao vinho por seis horas.

Brace Bar e Griglia: gastrobar que prepara pratos na brasa. Tem menus diferentes para o almoço e jantar, mas em ambos estão o crostini di prosciutto (R$ 30) e o pappardelle alle zucchine, com abobrinhas grelhadas, tomate seco, queijo fresco e sálvia (R$ 46).

Mais informações:
Eataly São Paulo
Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 1489
+55 11 3279 3300