Must see: A luz entre oceanos

Um dos motivos pelos quais não gosto de assistir romances no cinema é o fato de me emocionar muito facilmente. Eu de fato vivo aquela história, choro junto com os personagens e, quando o filme acaba e as luzes se acendem, sou daquelas que fica ali, parada, ainda me recompondo da montanha-russa de emoções que vivi.

Mas por mais que não seja nada agradável sair da sala com a cara inchada, por um lado é delicioso encontrar filmes que mexem tanto com a gente, que nos fazem pensar na história por dias, semanas e até meses. É a mesma sensação de quando encontramos um bom livro e vivemos aquele momento com todas as suas etapas, até o doce (e por vezes amargo) fim.

Tenho certeza de que os amantes do cinema e da literatura vão entender do que estou falando 🙂

Pois bem, depois de muito tempo sem sentir isso por algum livro ou filme, tive uma surpresa maravilhosa na noite de ontem. Resolvi assistir, sem muito critério na escolha, ao filme “The Light Between Oceans”, ou na tradução, “A Luz Entre Oceanos”. E adoro quando essas coisas acontecem, quando sento na sala de cinema sem ter nem ideia do que o filme se trata – sem ter lido a sinopse, visto o trailer ou o que for. A trama se torna muito mais empolgante.

E que delícia que foi. A começar pela história, que apesar de não ser nada ultra fora da caixa, é lindamente bem construída pelo diretor e roteirista Derek Cianfrance (que adaptou o romance de M.L. Stedman, meu próximo da lista!). A escolha dos atores também foi impecável, com o (lindo) alemão-irlandês Michael Fassbender e a sueca Alicia Vikander, que interpretaram com uma delicadeza e uma intensidade impressionantes. Fiquei vidrada neles.

O cenário do filme e a trilha sonora também são matadores. E a história belíssima, retratando um amor inocente, sincero, provido pela época (o filme se passa por volta de 1920). E para além disso tudo, não posso deixar de falar das cartas. Quem me conhece sabe que sou apaixonada por cartas de amor – é uma vertente da literatura que me fascina demais. E o filme é repleto dessas cartas. É tudo tão simples, tão honesto, tão bem colocado. Fiquei extasiada com tanta beleza.

Quem estiver em busca de um bom filme para ver, recomendo. Abaixo compartilho com vocês o trailer, para terem um gostinho do que os aguarda. Prometo que vale cada minuto ❤