1 ano de Lisboa

Por vezes a vida pode ficar difícil, mas eu aguentaria firme porque viver num país estrangeiro é uma dessas coisas que todos deveriam fazer, pelo menos uma vez na vida. Eu acredito que essa experiência completa a pessoa, a molda e transforma num cidadão do mundo – David Sedaris

O dia 16 de setembro de 2016 mudou completamente a minha vida. Fechei um ciclo e iniciei outro. Me despedi da minha família, da minha casa, da minha cidade e de todos os bens materiais que não faziam mais parte do meu novo eu. Duas malas de 32 quilos, ponto final. Nova vida, novas aventuras, novos amores.

Hoje completo um ano de Lisboa, e esses 365 dias me mudaram muito. Entendi que sou pequenina perante o mundo, mas que esse mesmo mundo é um mar de oportunidades – todas altamente possíveis. Aprendi que não existem barreiras para quem quer fazer acontecer. Tudo é possível. E realizar os nossos sonhos, por mais loucos que eles possam parecer, só depende de nós.

Agora, no dia 16 de setembro de 2017, sentada na minha varanda (em um dos lugares que mais amo no mundo), sinto uma sensação deliciosa de concretização. Eu fui, eu consegui, eu estou no caminho certo.

Acho que uma das coisas fundamentais na vida é termos um propósito e uma missão. É isso que nos faz levantar todos os dias da cama, que nos faz levantar novamente depois de uma queda. Que nos faz enxugar as lágrimas de saudade e seguir em frente.

O meu propósito. A minha missão. Acho que nunca na vida senti tão fortemente dentro de mim que estou no caminho certo. Lisboa é, por algum motivo que desconheço (pois nem tudo tem explicação), a cidade da minha vida. É um lugar que mexe muito comigo, que me emociona diariamente, que me faz sentir verdadeiramente em casa.

Agradeço muito (e para sempre) por esse ano maravilhoso. E espero que os próximos sejam tão (ou mais) surpreendentes como esse foi.

Obrigada Lisboa ❤