Minhas dicas para a flatlay perfeita

Se tem uma coisa que eu amo é produzir conteúdo para as redes sociais. E um dos estilos de fotografia que eu mais tenho feito no momento é a flatlay.

Para quem não conhece o termo, flatlay é uma fotografia tirada de cima, em um ângulo de 90 graus e que permite uma visão uniforme e organizada de todos os elementos que a compõe (por exemplo, uma xícara, um look, uma bolsa, etc.). Provavelmente vocês já devem ter visto muito no Instagram, já que foi lá que ela ganhou maior popularidade.

Pensando nisso (e porque tenho feito muitas ultimamente), resolvi trazer algumas dicas para fazer a flatlay perfeita. Quem tiver mais informações relevantes, compartilhe nos comentários. Vou adorar aprimorar as minhas técnicas 🙂

  • Background básico

O ideal é que o fundo seja clean, que não distraia e não tire o foco dos objetos principais. Eu costumo fazer em uma bandeja branca ou na cama mesmo, com um lençol bem passadinho. Mas já vi outras pessoas que fazem em bases de madeira, pedras de mármore, tapetes e por aí vai.

  • Luz natural, sempre

Costumo fazer as minhas fotografias logo pela manhã. Abro todas as janelas e deixo a luz exterior penetrar na casa – essa é, sem dúvida, a melhor luz possível.

  • Tema específico

O mais legal da flatlay é que ela conta uma história, descreve um momento. Por isso, o ideal é que cada objeto presente na fotografia faça parte dessa narrativa (é necessário ter contexto, e não apenas adicionar coisas aleatórias para “ocupar espaço”). Tudo tem que ser muito bem pensado e planejado.

  • Inspiração

Claro que o divertido é soltar a imaginação e ir montando o cenário na hora, certo? Mas inspiração nunca é demais, então procure no Instagram a hashtag flatlay ou vá ao Pinterest, Google, etc., e inspire-se no conteúdo alheio. Sempre retiro boas ideias daí 🙂

Para verem mais exemplos, basta acessarem meu Instagram (@danielaschwanke). Gostaram?