Açores: tudo sobre a minha viagem a ilha de São Miguel

Acho que nunca fiquei tão entusiasmada para escrever uma publicação aqui para vocês. Quem me acompanha pelo Instagram (@danielaschwanke) já deve saber que em fevereiro deste ano estive pela primeira vez nos Açores, um dos lugares mais lindos que já tive a oportunidade de conhecer.

Para quem não sabe ou nunca ouviu falar, os Açores é um arquipélago português composto por 9 ilhas e fica localizado no meio do oceano Atlântico. A maior das ilhas é a de São Miguel, com uma população estimada de 138 mil habitantes (dado de 2011).

Fiquei cerca de 3 dias na ilha e deixo abaixo os lugares que mais gostei de conhecer. Não consegui ver tudo, como é óbvio, mas sem dúvida estes são os pontos mais lindos. Sai de lá renovada e com memórias que vão me acompanhar para sempre (como a vista inesquecível do miradouro da Boca do Inferno ou o banho no tanque do Parque Terra Nostra). Momentos especiais em um dos lugares mais lindos de Portugal 🙂

  • Ponta Delgada

A cidade de Ponta Delgada, capital administrativa do arquipélago dos Açores, é um excelente ponto de partida para conhecer São Miguel (inclusive recomendo a hospedagem ser feita lá, já que fica no centro da ilha e é muito próximo do aeroporto).

Fiquei encantada pelo contraste das casas (que parecem ser de boneca) com as calçadas portuguesas. Recomendo um passeio pelo centrinho, para conhecer todas as igrejas (lindas!) que existem por lá e as Portas da Cidade.

  • Parque Terra Nostra

O parque Terra Nostra fica nas região das Furnas e foi recentemente considerado um dos mais belos jardins do mundo – com mais de 350 variedades de camélias. É aqui que se encontra o famoso tanque ao ar livre de cor acastanhada, que se explica pelas suas propriedades termais, ricas em ferro.

Recomendo que levem um fato de banho escuro ou algum que já não tenham tanto apego, pois a água mancha levemente. Lá dentro os 12 mil litros de água que saem por hora dos jatos podem chegar aos 42 graus. É perfeito para um banho relaxamente.

Ps: como eu me hospedei no hotel do Parque Terra Nostra, vou deixar para fazer uma publicação exclusivamente sobre isto 🙂

  • Fábrica de chá da Gorreana

A fábrica da Gorreana está aberta desde 1883 e mostra todo o processo de fabrico do chá desde a plantação das folhas de camélia — 40 hectares de encostas cheias de verde – à selagem dos pacotes coloridos.

As visitas são gratuitas e é possível provar os chás em uma das salas/loja que há lá dentro. É delicioso!

  • Lagoa das Sete Cidades

Este é o maior lago de água doce dos Açores, situado nas crateras vulcânicas que formam a ilha, e é constituído por duas lagoas (a verde e a azul). É um cenário de uma beleza indescritível, inclusive classificado como Paisagem Protegida da Rede Natura 2000.

  • Miradouro Boca do Inferno

Logo após visitar a Lagoa das Sete Cidades, recomendo muito a visita ao miradouro mais lindo que já vi na vida, o Boca do Inferno – que permite uma vista panorâmica de outro mundo!

Lá de cima é possível observar, em simultâneo, quatro lagoas: a Lagoa das Sete Cidades, a Lagoa Rasa, a Lagoa de Santiago e a Lagoa do Canário. Para além disso, é possível ver o oceano por cima das montanhas (a altitude por lá é de 730 metros e venta muito, estejam preparados!).

  • Lagoa do Congro

A Lagoa do Congro fica um pouco fora da rota turística tradicional, mas quis muito visitar quando vi uma foto em uma das minhas pesquisas na internet.

Para chegar até lá é preciso fazer uma caminhada de cerca de 700 metros no meio da vegetação – garanto que é tranquilo e valerá a pena.

A lagoa é de um verde intenso lindo, e o silêncio próprio do local é super relaxante (um dos pontos de natureza mais pura e limpa que vocês podem ver). É apaixonante!

Quem quiser ver tudo sobre esta minha viagem a São Miguel, podem conferir o meu highlight no Instagram, neste link aqui.

Depois me contem o que acharam!